Como fazer uma mini composteira

08/09/2018 by Angelyne

Nosso leitor Edmilson, aqui de São Paulo, disse que mora sozinho em um “apertamento” muito pequeno com uma varanda minúscula, que já está lotada de vasos e não tem mais espaço para uma composteira comum. Resolvi fazer este post porque talvez outros leitores também tenham o mesmo problema!

Então aqui vai a minha sugestão de uma mini composteira, super simples, que cabe em qualquer espacinho e que pode dar conta da carga diária de lixo orgânico produzido na sua casa! Você pode até fazer várias se for necessário! 

mini composteria

Mini composteira

Voltar à lista de PAPs

A compostagem doméstica ou compostagem caseira é um processo que transforma resíduos orgânicos em adubo de qualidade para vasos, hortas e qualquer outro tipo de cultivo. Sua importância para a preservação do planeta é indiscutível, pois se cada residência fosse capaz de compostar o próprio lixo, a necessidade de aterros sanitários diminuiria consideravelmente! Sem falar na enorme economia de energia! Seria colocar em prática a sustentabilidade, sem sair de casa!

Para montar a sua mini composteira doméstica você vai precisar de:

  • dois potes iguais de sorvete (foto acima)
  • um pouco de terra seca
  • restos orgânicos triturados
  • folhas secas
  • húmus de minhoca e/ou borra de café

 
A terra pode ser coletada em qualquer lugar, no quintal, numa praça ou naquele vaso cuja planta secou e foi deixado de lado.

O húmus de minhoca pode ser comprado em qualquer loja de jardinagem e até em alguns supermercados.

Se não tiver folhas secas em casa, elas podem ser coletadas na vizinhança.

Os restos orgânicos são cascas de vegetais, frutas, cascas de ovos, saquinhos de chá, pó de café, etc, que você iria jogar fora. Prepare-os da seguinte forma: todos os dias junte os restos orgânicos, pique tudo em pedacinhos bem pequenos ou triture no processador e vá guardando em um pote plástico dentro do congelador ou freezer, foto 8

Guarde a borra de café em outro pote separado. Se não for usar os filtros de café para fazer artesanato, pode rasgá-los em pedacinhos e guardar também.

Como montar a composteira:

  1. Fazer vários furinhos no fundo de um dos potes de sorvete, apenas no centro como mostra a foto 2 da galeria. Usei uma velha agulha de tricô de metal com a ponta aquecida.
  2. Recortar o centro de uma das tampas como na foto 3, o pote com furinhos no fundo vai encaixar sobre essa tampa recortada, foto 4
  3. Para facilitar o manuseio, prendi um pote no outro com uma fita crepe, foto 5.
  4. Fazer vários furinhos na outra tampa como na foto 6, isso é para o composto respirar e poder liberar os gases que se formam durante o processo.

 

 PASSO A PASSO EM FOTOS

 

Intercalar camadas na seguinte ordem:

  1. mais ou menos 3 dedos de terra seca no pote com fundo furadinho foto 7
  2. mix de restos orgânicos triturados fotos 8 e 9
  3. folhas secas (ou serragem ou filtro de café usado picadinho ou jornal picadinho) foto 10
  4. borra de café e/ou húmus de minhoca (usei um pouco dos dois) foto 11
  5. última camada de terra seca foto 12
  6. pulverize um pouco de água na superfície, sem encharcar fotos 13 e 14
  7. tampe o pote de cima com a tampa furadinha e coloque sua mini composteira em lugar arejado, onde bata um pouco de sol (o local da foto recebe sol pela manhã) foto 15

 

Cole uma etiqueta na sua mini composteira com a data que iniciou o processo. Pode deixá-la tomar o sol da manhã ou da tarde em uma janela ou vitrô, mas jamais deixe que tome chuva. Se quiser pode cobri-la com um pano limpo de saco para não atrair insetos. Não há necessidade de regar sua compostagem, pois os resíduos enterrados produzem a umidade necessária para a realização do processo. 

Deixe o conteúdo repousar sem mexer pelos primeiros 15 dias. Então, abra a tampa e remexa a mistura uma vez por semana, delicadamente, usando luvas ou um garfo ou colher de jardinagem. É comum e natural que o processo de compostagem produza calor. Assim, não se surpreenda se o conteúdo da composteira estiver aquecido, é sinal de que os microrganismos ainda estão trabalhando para decompor o material. Se após revolver a mistura ficarem restos orgânicos aparecendo na superfície, cubra com uma camada fininha de terra ou borra de café e tampe novamente.

Quando revolver a mistura, aproveite para recolher o chorume acumulado no pote de baixo da mini composteira. Esse chorume ou líquido escuro que se forma é um excelente adubo também. Use-o para regar a horta ou vasos, mas antes dilua na proporção de 1 copo de chorume para 9 copos de água, pois é um líquido muito concentrado. 

Depois de 45 ou 50 dias, o composto estará pronto para uso. Você saberá que está pronto quando não houver mais aquecimento da mistura na composteira e o composto que resultou tenha a aparência de terra escura, sem dar para identificar os resíduos orgânicos que foram adicionados e tenha um aroma agradável e inconfundível como o da terra molhada quando começa a chover.

composto pronto

Composto pronto

Caso sua produção de rejeitos exceda o espaço da mini composteira, você pode fazer mais de uma. Nesse caso espere a primeira completar 15 ou 20 dias para fazer a próxima, assim você obterá o adubo de uma enquanto a outra ainda estiver maturando. 

O composto poder ser usado diretamente sobre a terra nos vasos e hortas ao redor dos caules.

Veja abaixo o que PODE e o que NÃO PODE ir na composteira:

Use o bom senso com relação às quantidades de papel e derivados ao preencher a mini composteira, não pode ser mais do que uma camada fininha com os itens rasgados em pedacinhos bem pequenos!
As cascas de limão e o excesso de frutas cítricas podem aumentar a acidez e prejudicar o processo.
S   I   M
N   Ã   O
restos de legumes, verduras e frutas (se forem cítricas em pequenas quantidades)carnes cruas ou não, moluscos e peixes de qualquer tipo
saquinhos de chá, erva de chimarrão, borra de café e cevada junto com o filtro de papelcascas de limão, excesso de frutas cítricas: laranja, mexerica, abacaxi, etc
palha, folhas secas, gravetos, cascas de ovos. Sobras de comida em quantidades bem pequenaslaticínios, óleos, banha, gorduras de qualquer tipo
serragem, palitos de fósforos, palitos de dentes, podas de vasos, restos de xaxim fezes de animais domésticos, fraldas descartáveis, papel higiênico usado
papel toalha, guardanapos de papel, papel de pão e jornal (sempre em quantidades bem pequenas) restos de madeira tratada, pintada ou envernizada, produtos químicos
papelão, caixa de pizza (sempre em quantidades bem pequenas)excesso de sobras de comida (sal, açúcar), alho e cebola

Voltar à lista de PAPs

Aí está uma solução  simples e barata para quem tem pouco espaço, mas faz questão de ter sua própria composteira!

Espero que vocês tenham sucesso na criação de suas composteiras!

Se ficou alguma dúvida, não hesitem em me contatar!

Abraço,

Angelyne


8 Comments »

  1. Nélia Regina disse:

    Olá
    Se tiver minhoca o processo é o mesmo???
    Att.

    • Angelyne disse:

      Oi Nélia!
      Se for utilizar minhocas, em vez da terra seca coloque terra úmida com as minhocas na mesma quantidade. Distribua sobre a terra os resíduos que você acumulou, cubra com uma camada fina de humus de minhoca e sobre ela uma camada fina de serragem. tampe o pote e mantenha-o em lugar fresco. Não coloque, em hipótese alguma, restos de comida ou cascas de frutas cítricas para não matar as minhocas.
      Abraço,
      Angelyne

  2. Hosana Maria do Nascimento Barboza disse:

    Boa noite!
    O palito de fósforo usado, pode ir inteiro ou tenho que tirar a ponta que ascende?
    A caixa de fósforo, pode ir inteira ou tem que tirar alguma parte? Como a parte que riscamos o fósforo.

    Grata

    • Angelyne disse:

      Oi Hosana, desculpe a demora em responder. Pode colocar inteiro sem remover nada, tanto o palito quanto a caixa.
      Abraço,

      • Paulo disse:

        Boa tarde!
        Qual é a altura de cada camada q vc usa?

      • Angelyne disse:

        Oi Paulo, você pode fazer a camada de resíduos de mais ou menos uns 7 ou 8 cm. Lembrando que sobre ela você vai colocar um pouco de folhas secas e uma camada fina de terra seca.

  3. Ana Mesquita disse:

    Olá, estou com uma dúvida. No ‘Não Pode’, está o alho e a cebola que não pode colocar eles cozinhados, mas e crus? Poderia? Ou as cascas destes?

    • Angelyne disse:

      Oi Ana, desculpe a demora em responder!
      Tanto o alho quanto a cebola demoram muito para degradar e podem causar mau cheiro na compostagem. As cascas (somente as partes secas) podem ser utilizadas sim.
      Você também pode usar as cascas e outras partes para fazer um inseticida caseiro. Ele não mata, mas afasta ou previne que se instalem pulgões e cochonilhas…
      Basta fazer um chá na seguinte proporção: 1 copo de cascas de alho e cebolas e 1 copo americano de água. Ferva por 1 minuto e deixe esfriar completamente. Coloque num borrifador e espirre diariamente em suas plantinhas.
      Se ainda tiver alguma dúvida, pode perguntar!
      Abraço,
      Angelyne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *