Posts Tagged ‘lixo doméstico’

  1. Sabão caseiro com óleo de cozinha usado

    junho 2, 2016 by Angelyne

    Voltar à lista de PAPs

    sabão

    Óleo de cozinha usado é um problema na hora do descarte! Então que tal transformá-lo em sabão?

    O sabão é um produto essencial na higienização, eliminando grande parte das bactérias contidas em alimentos, objetos e até nos seres humanos.

    Veja como é fácil de fazer!

    Você vai precisar dos seguintes materiais:
    (que deverão ser usados exclusivamente para esta finalidade)

    1 balde liso com capacidade para 10 litros
    1 jarra plástica medidora com capacidade de 1 litro
    2 bandejas plásticas retangulares* de mais ou menos 35 x 30 x 8 cm
    1 cabo de vassoura de madeira ou algo equivalente

    Ingredientes:

    5 litros de óleo de cozinha usado em frituras e coado
    1 litro de soda cáustica líquida ou 1 kg em escamas
    1 litro de água limpa
    1/2 litro de desinfetante líquido com o aroma de sua preferência
    1/2 litro de detergente líquido biodegradável
    1 copo de sabão em pó

    Modo de fazer:

    Em um ambiente bem ventilado, coloque a soda no balde, acrescente o óleo coado e os outros ingredientes. Mexa sem parar com o cabo de vassoura até a mistura encorpar e ficar
    como um mingau bem grosso. Varia de 30 a 50 minutos dependendo da temperatura e umidade do ar. Em dias quentes e secos o processo é mais rápido.

    Despeje a mistura nas bandejas plásticas apoiadas em local plano. Cubra com um pano limpo para não pegar pó. Deixe secar a sombra por, pelo menos 24 horas, então corte a massa em pedaços do tamanho que quiser. Cubra novamente e deixe descansar por mais 1 ou 2 dias, em local seco, até endurecer completamente. Seu sabão estará pronto para uso.

    * você pode substituir as bandejas por caixas de leite ou suco (tetra pak) tantas quantas forem necessárias para acomodar toda a massa obtida.

    Em caso de dúvida, não hesite em me contatar aqui.

    Angelyne

    Voltar à lista de PAPs


  2. Cascas de ovos – 7 formas de reutilização

    maio 23, 2016 by Angelyne

     Voltar à lista de PAPs

    cascas

    Por que jogar fora o que se pode reciclar? Descubra 7 formas naturais e ecológicas de reutilizar as cascas de ovos.

    Compostas de até 97% de carbonato de cálcio, proteínas e minerais como o magnésio, potássio e/ou ferro, substâncias fundamentais para o bom desenvolvimento e funcionamento do organismo, as cascas de ovos oferecem inúmeras possibilidades de reutilização. Vamos ver algumas formas de reciclá-las, tanto em casa como no jardim.

    1 Enriquecimento da alimentação

    O cálcio é um mineral fundamental para a construção de ossos e dentes fortes, favorecendo uma infância mais saudável e evitando a osteoporose na velhice. As cascas de ovos podem enriquecer os alimentos na forma de farinha que pode ser incorporada a bolos, sopas, sucos, caldo de feijão, etc. Veja a receita da farinha no final deste artigo.

    2 Enriquecimento da compostagem

    O teor de cálcio, potássio e magnésio encontrado nas cascas dos ovos forma um composto ideal para o enriquecimento da compostagem, basta depositar as cascas quebradas em pedacinhos ao material da composteira ou diretamente no solo ao redor dos pés das plantas. Elas enriquecerão a terra ao se decomporem.

    3 Controle de pragas do jardim

    As cascas de ovos são eficazes para afastar naturalmente os insetos rastejantes. No jardim ou na horta distribuir as cascas picadinhas ao redor dos pés de forma a criar uma barreira natural contra os insetos rastejantes como lesmas, caracóis e lagartas. O cálcio altera o pH do solo tornando-o menos ácido o que afasta essas pragas que assim deixarão suas plantas em paz.

    4 Retirar sujeira incrustada

    Na categoria dos artifícios insólitos, saiba que é possível utilizar as cascas de ovos em pó para retirar as sujeiras de panelas e frigideiras difíceis de limpar. Misturando um pouco de pó de casca de ovo à esponja ensaboada obtêm-se um abrasivo natural muito eficaz.

    5 Alvejar roupas brancas

    Um artifício da vovó 100% natural. Para preservar a brancura das roupas, basta fazer uma bonequinha usando um pano branco limpo com um pouco de pó de casca de ovos e uma fatia de limão dentro, fechar muito bem e colocar junto com a roupa branca dentro da máquina de lavar. Lave a roupa branca normalmente. As cascas e o limão evitarão que ela se manche.

    6 Manter lâminas afiadas

    Use o pó de cascas de ovos para afiar lâminas. O atrito delas com o metal deixa-o afiado.

    7 Fazer artesanato

    Além das possibilidades acima, as cascas de ovos também podem ser utilizadas na forma de mosaicos na upciclagem de objetos diversos como vasos, caixas, garrafas, tecidos ou o que sua imaginação permitir, mas isto já é assunto para outros posts.

    farinha

    Image Google

    Preparo da farinha de cascas de ovos

    Se possível use cascas de ovos caipiras, criados de forma orgânica, isto é, sem hormônios e outros aditivos, o que renderá uma farinha ainda mais nutritiva.
    Toda vez que dispensar cascas, limpe-as antes de guardar.

    Como limpar as cascas:

    Para começar, retire a película ou membrana que reveste a casca internamente. Essa membrana deve ser descartada completamente para evitar mau cheiro.
    A seguir higienize as cascas, mantendo-as em água com algumas gotas de água sanitária. Depois lave-as em água corrente e então ferva-as por uns dez minutos.
    Retire-as da água e deixe que sequem completamente. Esse processo poderá ser feito ao sol ou no forno brando.

    Como fazer a farinha:

    Cascas de 10 ou 12 ovos já limpas e secas
    Bata no liquidificador pelo tempo suficiente para que se transformem num pó bem fino. Passe por uma peneira, para separar o pó dos pedacinhos maiores. Guarde a farinha em potes com tampa. Coloque etiqueta com a data do preparo.
    A farinha poderá ser armazenada por até seis meses, desde que em pote bem fechado, longe da luz e da umidade.

    Onde usar a farinha:

    Depois de pronta basta adicioná-la a bolos, caldos, feijão, molhos, saladas, sopas, sucos e vitaminas e onde mais sua imaginação e paladar permitirem.

    Como usar a farinha:

    Uma colher de café nas principais refeições é suficiente para suprir a carência de cálcio. Oriente-se com seu/sua nutricionista.

    Atenção – Importante:

    Não exagere na quantidade. Porque assim como a falta, o excesso de cálcio também pode ser prejudicial.

    Até a próxima,

    Angelyne

    Voltar à lista de PAPs


  3. Como reciclar lixo orgânico em casa

    outubro 18, 2013 by Angelyne

    lixorg

    Lixo Orgânico – Google image

    Como já vimos, o lixo orgânico deve ser depositado em aterros sanitários, seguindo todas as normas de saneamento básico e tratamento de lixo, pois durante o processo de decomposição, que é o apodrecimento do lixo orgânico, é produzido o chorume, um líquido viscoso e de cheiro forte e desagradável. O chorume também pode causar contaminação do solo e águas dos rios, lagos e lençóis freáticos. O lixo orgânico pode servir como fonte de energia, biogás, pois em seu processo de decomposição é gerado o gás metano.

    Você pode optar por reciclar o seu lixo orgânico em casa. Se você possui um quintal ou jardim, ou apenas um cantinho na varanda ou área de serviço, construa uma composteira que irá transformar o lixo em adubo para sua horta, jardim ou vasos.

    A compostagem é um processo de transformação de matéria orgânica (restos de frutas, verduras, legumes, cascas de ovos, etc.) em adubo orgânico. Essa transformação é realizada pelos microorganismos presentes nos resíduos, sob condições ideais de temperatura, aeração e umidade. A compostagem é muito usada na zona rural, sendo de extrema importância para o meio ambiente e para a saúde humana.

    Pode ser facilmente realizada em casa, seguindo algumas orientações técnicas básicas. Veja nos links abaixo como construir e manter uma composteira adequada ao seu espaço disponível:

    Vídeo passo a passo: http://hortasdecasa.blogspot.com.br/2013/06/composteira-domestica-em-varanda-hortas.html

    http://ciclovivo.com.br/noticia/dica_saiba_como_fazer_e_usar_uma_composteira_caseira

    http://www.sustentavelnapratica.net/arquivos/canteirocompostavel.pdf

    http://www.geota.pt/xFiles/scContentDeployer_pt/docs/articleFile140.pdf

    Esta pode ser uma experiência muito interessante para você e sua família!


  4. Coleta Seletiva de Lixo

    outubro 15, 2013 by Angelyne

    coleta_seletiva_lixo

    Google image

    Num post anterior vimos que cada tipo de lixo tem uma forma própria de descarte. Só por curiosidade vejamos como é feito:

    Pilhas, baterias comuns e de celular apresentam um grande perigo quando descartadas incorretamente, podendo contaminar o solo e lençóis freáticos prejudicando assim a agricultura e a hidrografia. Na composição dessas pilhas são encontrados metais pesados como: cádmio, chumbo, mercúrio, que são extremamente perigosos à saúde humana, podendo causar câncer e mutações genéticas. O descarte adequado das pilhas é de responsabilidade dos fabricantes ou das empresas distribuidoras. Desta forma, devem ser entregues aos estabelecimentos que as comercializam ou às assistências técnicas autorizadas, para que repassem os resíduos aos fabricantes ou importadores.

    Medicamentos não devem ser descartados junto com o lixo orgânico, pois possuem substâncias químicas que podem contaminar o solo e a água. Algumas redes de farmácias possuem pontos de coleta para os medicamentos que não são mais usados ou já estão vencidos.

    Lâmpadas fluorescentes também necessitam de descarte especial. Em seu interior, uma lâmpada deste tipo possui vapor de mercúrio, gás tóxico, que contamina o ar quando quebrada. Existem lojas de materiais elétricos e de construção que possuem pontos de coletas destes materiais.

    Os lixos hospitalares também merecem um tratamento especial, pois costumam estar infectados com grande quantidade de vírus e bactérias. A ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, tem uma série de regras para que o lixo hospitalar seja descartado de forma a não contaminar o meio ambiente, nem as pessoas que manipulam o material.

    Os tipos de lixo predominantes em nossas casas, em geral, são:

    • o orgânico, composto de restos de carne, cascas de ovos, frutas, verduras e outros alimentos. Este tipo de lixo é descartado em aterros sanitários ou é utilizado na fabricação de adubos orgânicos,
    • o não orgânico, composto de papéis, plásticos, metais e vidros. Existem indústrias que reutilizam estes materiais na reciclagem ou fabricação de matéria prima para refazer os mesmos produtos ou até mesmo outros produtos.

    Para administrar o destino final desses rejeitos foi implementada a coleta seletiva de lixo que é um processo de triagem dos resíduos descartados por empresas e residências separando-os em lixo orgânico e lixo reciclável para posterior recolhimento e descarte.

    A coleta seletiva de lixo é de extrema importância para a sociedade, gerando renda para milhões de pessoas e economia para as empresas. Além disso diminui a poluição dos solos e rios, favorecendo assim o desenvolvimento sustentável do planeta.


  5. Tipos de lixo

    outubro 12, 2013 by Angelyne

    tipos lixo

    Google image

    Já que nossa matéria prima da upciclagem será o lixo, vamos conhecer um pouco mais do que se trata!

    Existem vários tipos de lixo e para cada um deles existe uma forma apropriada de descarte.

    • O lixo doméstico ou domiciliar proveniente de restos de alimentos, embalagens de papel, papelão, plástico, alumínio, vidro, etc.
    • O lixo comercial que resulta do comércio e geralmente consiste de papéis, papelões, plásticos e restos de tecidos.
    • O lixo industrial que pode conter restos de alimentos, madeiras, tecidos, couros, metais, produtos químicos e outros. O lixo hospitalar, proveniente de hospitais, farmácias, postos de saúde e veterinários, que consiste de seringas, vidros de remédios, algodão, gaze, órgãos humanos, etc. Este tipo de lixo é muito perigoso e deve ter um tratamento diferenciado, desde a coleta até a sua disposição final.
    • O lixo oriundo da limpeza pública que é composto por folhas, galhos de árvores, papéis, plásticos, entulhos de construção, terras, animais mortos, madeiras e móveis danificados, etc..
    • O lixo nuclear decorrente de atividades que envolvem produtos radioativos, entre outros.

    O que mais nos interessa, neste blog, é o lixo doméstico ou residencial que é produzido por nós em nossas casas, pelo qual somos diretamente responsáveis e de onde podemos tentar reaproveitar ou UPCICLAR, tanto quanto possível, com o intuito de diminuir a nossa descarga de rejeitos, contribuindo um pouco para minimizar os danos causados ao meio ambiente.

    Reciclando ou upciclando nosso lixo vamos economizar recursos naturais preciosos como água, madeira, energia, etc., além de diminuir os níveis de poluição.

    Se cada um de nós fizer um pouquinho, juntos faremos um montão!

    Consulta: http://www.ib.usp.br/coletaseletiva/saudecoletiva/tiposdelixo.htm